9 de dez de 2013

Um dia acordei e descobri que havia dormido contigo

Acordei com um braço peludo no meio dos meus peitos. Uma mão grade e pesada. Sentia uma respiração quente na nuca e um corpo grande atrás de mim. Tentei lembrar o que aconteceu na noite anterior, lembrei do show, lembrei da tequila e finalmente, lembrei dele. Lembrei que fui embora com ele, só não lembrei pra onde. Era um quarto com móveis velhos, um bidê estava na porta, pra ninguém conseguir entrar. Me virei. Queria ver o rosto dele. Vi uma barba por fazer, uma boca aberta feito bebê e os olhos rígidos, como se estivesse tentando lutar contra a luz da janela, talvez estivesse tentando me ver, tentando descobrir o que aconteceu na noite passada. De repente, um sorriso e as sobrancelhas se flexionaram. Senti vontade de rir. Perguntei onde era o banheiro. Vi minha cara de ressaca no espelho. Pensei na situação que me encontrava e não pude conter a risada. Já estive em situações semelhantes como aquela, mas era ele, nem acreditava que era ele. Transamos. Cheguei em casa 3 da tarde, com um olho roxo, usando uma camiseta masculina (não achei a minha) e um sorriso no rosto, pensando na desculpa que iria dar. Ninguém estava em casa, senti um alivio e fui pro meu quarto dormir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário